, , ,

Parece mas não é

Parece mas não é.

A rosa de madeira ( Ipomoea Tuberosa) é um caso desses. Essa não é a flor, é o fruto
guardião da semente. Esse encontro com as formas me lembra um antigo conto Vedanta.
O conto dizia mais ou menos assim:
Em um crepúsculo um homem cansado de sua jornada se aproxima de um poço para
tomar água e se paralisa de medo ao ver uma cobra enrolada. Ele fica imóvel, enraizado
no solo sem fazer qualquer movimento.
Para sua sorte, surge um velho sábio na estrada.
O velho ao perceber o terror do homem, pergunta ao viajante o que estava havendo.
O viajante sem se quer conseguir falar avisa o homem sobre o perigo da cobra.
O sábio dá uma risada saudável e diz ao homem para relaxar e perceber que a cobra é
apenas a corda do poço.
O homem piscou bem seus olhos e colocou um olhar mais atento. Com isso seu terror foi
neutralizado e dissolvido.
Depois disso, o homem e o sábio tomaram a água fresca do poço e deram boas risadas.
Assim que contaram e assim eu conto para vcs.
Para fazer um convite para olharmos mais atentos para nossas cobras, para o que nos
aterroriza, o que nos deixa imóveis e quem sabe perceber que parte das nossas cobras
são cordas nos impedindo de tomar água fresca.